Como proteger as crianças no trânsito

05/09/2007 § Deixe um comentário

(Este texto é parte dos resumos da Semana do Trânsito Vera Cruz)

por Thais Gava

Represento a ONG Criança Segura, que começou a atuar no Brasil em 2001. A organização faz parte da rede internacional Safe Kids Wordwide. A organização surgiu nos EUA a partir de uma campanha de prevenção de acidentes liderada pelo cirurgião pediátrico Martin Eichlberger. A prevenção é muito menos onerosa e tem melhores resultados do que o tratamento das seqüelas dos acidentados.

No Brasil, anualmente cerca de 6 mil crianças morrem, 140 mil são hospitalizadas e 40 mil tem seqüelas permanentes devido a acidentes. Infelizmente a maioria das pessoas considera os acidentes – sejam no trânsito ou não – como algo que não dá para se evitar e que portanto não é responsabilidade de ninguém. A ONG Criança Segura acredita que temos responsabilidade sobre o trânsito e sobre os acidentes em geral e que temos a possibilidade de mudar nosso comportamento para diminuir riscos.
Acidentes acontecem devido a vários fatores interligados e muitas vezes ao suprimir apenas um deles o problema é evitado. É um direito da criança a ser protegida.

O trânsito é um reflexo da nossa sociedade. É comum associarmos o automóvel a virilidade, status social e a ser “uma pessoa descolada”. Não ter carro e utilizar transporte público virou sinônimo de não ser bem sucedido. Por isso o usuário de carro tende a não respeitar os que se locomovem de outras maneiras (a pé, de ônibus, metrô, trem, bicicleta e motocicleta). Os pedestres são as maiores vítimas dessa situação. Em áreas da periferia da Grande São Paulo não existem calçadas e as pessoas se arriscam para chegar ao destino desejado.

Quando cada um se preocupa apenas em resolver seus problemas individuais, não se desenvolvem soluções para o bem comum, ninguém discute políticas públicas para um melhor uso do espaço público. As pessoas investem na blindagem de seus carros em vez de unir esforços para exigir o cumprimento das leis de trânsito. O papel da escola é fundamental para refletir sobre essa situação e motivar mudanças.

Atualmente no Brasil os acidentes de trânsito são a principal causa de morte de crianças. Todo mundo é responsável por esse problema. Antes de infringir as regras de trânsito é preciso pensar nas conseqüências desse ato. A questão do trânsito é muita ampla e complexa e nós precisamos perceber a forma como nos colocamos neste mundo e de como cuidamos das nossas crianças, cuja vulnerabilidade acontece dentro do carro e fora (como pedestre). As crianças de até 10 anos deveriam andar nas ruas sempre acompanhadas por um adulto, pois ainda estão completamente amadurecidas para calcular a velocidade dos carros e outros riscos. Além disso, as ruas e os automóveis são projetados para o uso de adultos. Por exemplo, muitas crianças são atropeladas por carros que estão dando ré, pois elas não são vistas pelos motoristas.

As crianças não devem ser criadas em uma redoma, mas nós adultos temos o dever de propiciar um ambiente adequado para que eles possam desenvolver suas potencialidades e também de ensiná-las a se cuidar. Elas precisam entender as questões ligadas ao trânsito e saber como devem se comportar nas grandes cidades. Não adianta proibir sem dar explicações, pois elas precisam aprender a ter responsabilidade e autocuidado.

O uso do cinto de segurança é obrigatório tanto nos bancos da frente como de trás, para todos. Bebês só devem ser transportados no bebê-conforto, posicionado contra o movimento, até atingir 9 kg. Crianças de 9 kg a 17 kg precisam de cadeirinha, com cinto de três pontas. Crianças de 18 a 36 kg: elevação de assento, com cinto passando no ombro e na altura da bacia.

Devemos fazer com que as pessoas ampliem olhar e percebam que há necessidade de fazermos um uso consciente dos automóveis. A cidade não comporta ficar sem carros, pois não há meios de transporte coletivo adequados. Ainda não! Só que a sociedade precisa se organizar para reivindicar a melhoria do transporte coletivo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Como proteger as crianças no trânsito no OPS Vera Cruz.

Meta